CBR - Conexão Brasil Rússia

Anna Karenina

 

Anna Karenina, é um romance do escritor russo Liev Tolstói. A história começou a ser publicada por meio da revista Ruskii Véstnik (O mensageiro russo), entre janeiro de 1875 e abril de 1877, mas seu final não chegou a ser publicado nela por motivos de desacordo entre Tolstói e e o seu editor, Mijaíl Katkov, sobre o final do romance. Portanto, a primeira edição completa do texto apareceu em forma de livro ainda em 1877.

É uma das obras mais destacadas do realismo literário. Para Tolstói, foi o seu primeiro verdadeiro romance, e considera sua obra Guerra e Paz como mais que um romance. O escritor Fiódor Dostoiévski considera o Anna Karenina como "impecável como obra de arte", opinião compartilhada também por Vladimir Nabokov que a considera como "a impecável mágica do estilo de Tolstói" e por William Faulkner que considera o romance como "o melhor já escrito".

O romance continua entre as mais populares da história, como demonstrado por uma enquete com 125 autores contemporâneos feita por J. Peder Zane, em 2007, e publicada na revista Time, que declarou que Anna Karenina é o maior romance já escrito."

Tolstói

 

Os eventos contidos no romance se passam durante as rápidas transformações resultadas das reformas liberais promovidas pelo imperador Alexandre II da Rússia, principalmente a Reforma Emancipadora de 1861, e também pelas reformas legais, reforma militar, a introdução do governo local eleito (Zemstvo), o grande desenvolvimento da indústria, a ascensão da nova elite em contraponto com a antiga aristocracia, uma maior liberdade da imprensa, a questão feminina, o movimento Pan-eslavista, etc. Essas e outras questões são debatidas acaloradamente pelos personagens do livro.

A trama gira em torno do caso extra-conjugal da personagem que dá título à obra, uma aristocrata da Rússia Czarista que, a despeito de parecer ter tudo (beleza, riqueza, popularidade e um filho amado), sente-se vazia até encontrar o impetuoso oficial Conde Vronsky, com quem inicia um caso amoroso. A história começa com Anna chegando à casa do seu irmão, Stepan, que está em uma situação difícil com sua esposa, Dolly, e Anna trata de intervir na situação, que de alguma forma é um reflexo da sua própria situação.

 

O oficial Vronsky está disposto a se casar com Anna Karenina assim que ela se divorcie do seu esposo Alexey Karenin, um oficial do governo, mas ela é vulnerável às pressões da sociedade russa, a suas próprias inseguranças e à indecisão de Karenin. Ainda que ela e Vronsky fujam para a Itália, eles encontram dificuldade em fazer amigos. De volta à Rússia, ela se torna cada vez mais ansiosa e isolada, enquanto Vronsky continua mantendo uma vida social. Apesar das reafirmações de Vronsky, ela se torna cada vez mais possessiva e paranóica sobre a infidelidade de seu amante, chegando a ficar fora de controle.

Paralelamente acompanhamos a história de Konstantin Levin, um proprietário de terra que possui o desejo de se casar com Kitty, irmã de Dolly, chegando a propor casamento com ela duas vezes até ela aceitar. O romance detalha as dificuldades de Levin em lidar com seu estado, seu eventual casamento e suas questões pessoais até o nascimento do seu filho.

E-mail: contato@cbr.tur.br
Facebook: http://www.facebook.com/conexaobrasilrussia
Youtube: https://www.youtube.com/user/conexaobrasilrussia
Conheça Kaliningrado: http://www.cbr.emp.br/kaliningrado
Conheça Petrozavodsk: http://www.cbr.emp.br/petrozavodsk
Conheça Vladivostok: http://www.cbr.emp.br/vladivostok
Conheça Novosibirsk: http://www.cbr.emp.br/novosibirsk
Boa viagem =D





CBR - Conexão Brasil Rússia

Facebook Youtube

Conexão Brasil-Rússia - CBR

Caixa Postal 198 - Bento Gonçalves/RS
Fone: (11) 3181.8896
CEP: 95700-970

central do cliente

termos de uso
desenvolvido por AT